Operação Babá, a vez de Vin Diesel na comédia
Críticas

Operação Babá, a vez de Vin Diesel na comédia

Operação Babá

Parece uma sina. Se você é ator de filmes de ação com bom porte físico e alguns sucessos na carreira, é obrigatório filmar pelo menos uma comédia. Foi assim, primeiramente, com Stallone em Pare! Senão Mamãe Atira,bem como com Schwarzenegger em Júnior e Irmãos Gêmeos e, enfim, qualquer pérola feita por Steven Seagal (ele é um comediante involuntário).

Vin Diesel (Velozes e Furiosos) tem todos estes requisitos e, portanto, escolheu Operação Babá para entrar no gênero e faturar bem nas bilheterias.

Além do brutamontes, outros clichês fáceis de se encontrar são:
– Crianças arteiras que, devagar, acabam entendendo e respeitando o protagonista.
– Pequenas cenas dramáticas. Para provar o valor da amizade e do companheirismo.
– E, doses cavalares de situações absurdas e frases feitas.

Curiosamente, Diesel se sai relativamente bem, tirando até algumas risadas do público. Contudo, não fossem os pivetes arteiros, Operação Babá dificilmente ganharia fluência e ritmo.

O bacana é ver esta comédia sem compromisso, sentado ao lado de seus filhos e com o inseparável ‘arsenal para o cinema’, ou seja, pipocas e refrigerantes. Desligue o cérebro e divirta-se.

NOTA: 5,0
ORÇAMENTO: 56 Milhões de Dólares

  • Confira outras resenhas AQUI!

Deixe um comentário

Você não pode copiar o conteúdo desta página