Crítica: Escola Base – Um repórter enfrenta o passado
Críticas

Crítica: Escola Base – Um repórter enfrenta o passado

Escola Base - Um repórter enfrenta o passado

Escola Base – Um repórter enfrenta o passado é um documentário duro, pesado e complexo. A obra relembra um dos casos mais revoltantes do jornalismo nacional, reforça as perdas (econômicas e psicológicas) das vítimas e, enfim, traz um panorama de como determinados personagens continuaram suas vidas sem qualquer tipo de remorso.

A princípio, Valmir Salaro parecerá um tanto frio em suas falas. No contato com o antigo motorista Maurício Monteiro Alvarenga, por exemplo, ele é um repórter entrevistando outra pessoa. Mas, ao longo deste processo, ele verifica imagens que nunca havia tido contato e tende a se abrir ainda mais.

O próprio Salaro não sabe ao certo porque demorou tanto para ter essa conversa. Ao mesmo tempo, reflete que esteve longe de escutar os dois lados. Isso resvala nos dias atuais, pois certos apresentadores dos programas da tarde precisam notar que não são justiceiros, que o trabalho deles é informar e não exacerbar ódio com frases de efeito e notas de rodapé.

Salaro foi o único a ter a humildade de fazer um pedido de desculpas. Contudo, todas as outras emissoras estavam lá, usaram e abusaram do material (que era falso) e fim! Ou seja, o tal do interesse público apenas mudou seu caminho e se esqueceu da Escola Base.

escola base - um repórter enfrenta o passado

Escola Base – Um repórter enfrenta o passado e os entrevistados

A equipe do documentário faz uma espécie de road movie para chegar até os envolvidos. Além do já citado Maurício, a professora Paula Milhim Alvarenga, bem como o filho do casal Shimada, Ricardo Shimada, dialogam com Salaro e pontuam situações, pensamentos e todo processo de perdão.

Já Lúcia Eiko Tanoue e Cléa Parente de Carvalho, as mães que fizeram as queixas e o delegado Edélcio Lemos (precipitado em toda a sua conduta), preferiram um lamentável silêncio.

Escola Base – Um repórter enfrenta o passado mostra como nossa profissão (também sou jornalista) não é perfeita mas, ao menos, ainda há quem tenha a moralidade de fazer um pedido de desculpas. Enfim, também serve como uma homenagem aos já falecidos Icushiro Shimada e Maria Aparecida Shimada.

Sinopse Escola Base – Um repórter enfrenta o passado

Valmir Salaro foi o primeiro repórter a noticiar uma acusação de abusos de crianças de 4 anos. Os denunciados eram inocentes e o caso virou escândalo nacional. 28 anos depois, ele reencontra os acusados.

Nota Cinema e Pipoca: ★★★★

Título Original:Escola Base – Um repórter enfrenta o passado
Ano Lançamento:2022 (Brasil)
Dir:Caio Cavechini e Eliane Scardovelli

ORÇAMENTO:

Confira mais resenhas clicando AQUI!

Trailer do filme

Deixe um comentário

Você não pode copiar o conteúdo desta página