5 filmes de corrida para você não ficar com saudade da F1
Top CP

5 filmes de corrida para você não ficar com saudade da F1

5 filmes de corrida

Neste final de semana termina a temporada 2022 da F1, com o Grande Prêmio de Abu Dhabi. Mas para você não morrer de saudade até a volta das corridas, trouxemos uma lista com 5 filmes de corrida.

Ao mesmo tempo, algumas indicações são mais conhecidas, enquanto outras podem ser opções para uma ‘primeira olhada’. Tem filme da F1, tem da Indy, tem para todos os gostos. Então, vem comigo!

5 filmes de corrida

Rush – No Limite da Emoção (2013)

Para começar com uma indicação de qualidade! Temos aqui um longa que retrata o mundo das corridas na “era romântica do automobilismo”, na década de 1970. O foco da história é a rivalidade entre Niki Lauda e James Hunt, dois pilotos igualmente talentosos, mas com vidas totalmente opostas. O austríaco Lauda era sistemático e brilhante, enquanto o britânico Hunt era conhecido por ser um playboy de estilo despojado.

Rush é um longa que se preocupa em reproduzir com fidelidade as corridas da temporada de 1976, ano em que ambos os pilotos disputaram o título curva a curva (sem spoilers de quem venceu o campeonato, hein). Para quem gosta de F1, uma ótima forma de conhecer (ou relembrar) a era romântica do automobilismo. Assim como é um ótimo cartão de visitas para quem conhece pouco do assunto.

Fórmula 1: No Inferno do Gran Prix (1970)

Já que falamos da tal era romântica do automobilismo, que tal um filme produzido exatamente neste período? Dirigido pelo italiano Guido Malatesta, o longa conta a história de Giacomo Valli, que é contratado para guiar na equipe de Frank Donovan. Porém, o primeiro piloto da equipe, Ken Stark, fará de tudo para que Giacomo não vença. Ainda, as coisas se complicam mais ainda quando Ken descobre que sua amante, Gladys, o traiu com outro piloto.

Infelizmente, é um filme difícil de se encontrar. Mas o pôster acima já serve como uma ótima amostra do que vem: a estética visual, o logo lembrando um flyer de algum Grande Prêmio, com o público absurdamente perto dos carros, numa época em que a segurança era bem distante da de hoje, enfim. Vale a pena ser visto, caso seja possível encontrar!

500 Milhas (1969)

Vamos agora para o outro lado do mar, diretamente para o automobilismo norte-americano. Chamado originalmente de Winning, o filme conta a história de Frank Capua, um piloto que após se tornar marido e pai, deixa as corridas um pouco de lado. Mas ,o sonho de vencer a tradicional corrida das 500 Milhas de Indianápolis reacende a chama de Frank. Ele volta às pistas, tendo que lidar com um desafio maior que as 500 Milhas: sua esposa. Ao se sentir rejeitada, passa a buscar conforto em Erding, grande amigo e rival nas pistas de Frank.

O longa é estrelado por Paul Newman, que anos mais tarde se envolveria com a Indy real ao se tornar sócio da lendária equipe Newman/Haas na década de 1980. Na prática, o filme despertou um interesse geral de Newman nas corridas. Ou seja, o ator passou a disputar diversas corridas na vida real desde então. Curiosamente, a equipe Newman/Haas nunca venceu as 500 Milhas de Indianápolis entre seus anos de atividade, de 1983 a 2011.

Dias de Trovão (1990)

Saindo da Indy e indo para a NASCAR, temos a história de Cole Trickle, interpretado por Tom Cruise. O jovem piloto é talentoso, mas ainda precisa ser lapidado para chegar ao sucesso. Logo depois, um acidente que leva Cole e Rowdy Burns (seu rival, interpretado por Michael Rooker) ao hospital. O piloto tem que lidar com seu novo rival, Russ Wheeler (Cary Elwes), que quer derrotar Cole a todo custo.

Dirigido por Tony Scott (de Top Gun), o filme tem uma trilha sonora que vai de Guns ‘n’ Roses a Elton John, e conta com o piloto Greg Sacks sendo o dublê de Tom Cruise nas cenas de corrida. Ainda, nomes da NASCAR da época, como Richard Petty e Rusty Wallace dão as caras no longa interpretando a si mesmos.

Alta Velocidade (2001)

Para fechar, trazemos um título que é esquecível para alguns e cult para outros: Driven, longa que coloca o astro Sylvester Stallone no papel de Joe Tanto, um veterano piloto que se torna conselheiro e amigo do novato Jimmy Bly.

5 filmes de corrida

O jovem é uma estrela em ascensão que precisa lidar com diversos problemas extra-pista, ao mesmo tempo em que disputa o campeonato etapa a etapa com seu rival Beau Brandemburg, atual campeão da Champ Car (categoria que surgiu após uma divisão da Indy, hoje reunida e chamada de IndyCar Series).

Apesar da temática soar interessante, o filme foi um fracasso comercial, sendo inclusive pouco lembrado quando o assunto é a obra de Stallone nos cinemas. A edição, alguns dos efeitos especiais e o roteiro foram alvo de críticas, com Driven tendo sete indicações ao Framboesa de Ouro (o famoso Oscar dos piores filmes).

A nível de curiosidade, o personagem de Stallone teve como dublê ninguém menos que Giancarlo Fisichella, italiano que correu na F1 entre 1996 e 2009, vencendo três corridas.

Enfim, o que achou da lista com esses 5 filmes de corrida?

Deixe um comentário

Você não pode copiar o conteúdo desta página