Programação de férias no Itaú Cultural Play: espaço traz filmes com foco no público infantojuvenil

0
Programação de férias no Itaú Cultural Play
Programação de férias no Itaú Cultural Play

A Programação de férias no Itaú Cultural Play chega com tudo e disponibiliza em seu catálogo, a partir da sexta-feira (19), títulos especiais e voltados para a família e ao público infantojuvenil. Ele é composta pela mostra Férias Animadas, uma seleção feita pela equipe da plataforma de streaming que soma seis animações nacionais de curtas e longas-metragens.

São elas: Além da lenda, de Marília Mafé e Marcos França; A Ilha dos Ilus, de Paulo G. C. Miranda; Contos mirabolantes – O olho do Mapinguari, de Andrei Miralha e Petronio Medeiros; Min e as mãozinhas – Cores sumiram, de Paulo Henrique Silva Rodrigues dos Santos; Sebastiana, de Cláudio Martins e Lé com cré, de Cassandra Reis.

Para completar a programação de férias na Itaú Cultural Play, ficam disponíveis as temporadas três e quatro da série IC para crianças, antes disponíveis somente na página de YouTube do IC. A produção é realizada pelo Itaú Cultural com direção de André Furtado, gerente de Criação e Plataformas.

Como todos os conteúdos disponíveis na Itaú Cultural Play, eles podem ser acessados gratuitamente neste LINK e em dispositivos móveis Android e IOS.

Programação de férias no Itaú Cultural Play
Lé com Cré, projeto que será exibido na Programação de férias no Itaú Cultural Play

Programação de férias no Itaú Cultural Play: Animações

Entre os longas-metragens que compõem a mostra Férias Animadas, estão: Além da lenda (PE), de Marília Mafé e Marcos França e A Ilha dos Ilus (GO), de Paulo G. C. Miranda, são os primeiros longas de animação a serem produzidos em seus respectivos estados.

Além da lenda traz em seu roteiro o encanto do folclore brasileiro e suas principais lendas. Elas estão guardadas em um livro mágico na Montanha Coração do Brasil, que se revela apenas uma vez ao ano, no Dia do Saci. Alguns personagens como uma gata-bruxa, um espantalho e um fantasma tentam sequestrar a obra, mas seus planos são frustrados pela coragem de outros personagens para defendê-la. Com bom humor, a história agrada não só os pequenos, com também os adultos e é ideal para ser visto por toda a família.

Em A Ilha dos Ilus, uma questãopermeia o roteiro: onde moram os animais antes de nascerem? No filme, eles vivem na Ilha dos Ilus, um lugar mítico onde aguardam o momento de se juntar a suas famílias na Terra. partindo de lá, o cachorrinho Pocó acaba indo parar na família errada e tem de voltar para a ilha. Ele precisa descobrir quem serão os seus verdadeiros parentes e recebe a ajuda de seus amigos nesta jornada. A produção já foi exibida em festivais de cinema no Brasil e em países como a Índia, Estados Unidos e Peru.

Sobre as animações de curtas-metragens da mostra, em Contos mirabolantes – O olho do Mapinguari (PA), de Andrei Miralha e Petronio Medeiros, a pequena Maria Estrela é daquelas crianças que adora ouvir histórias antes de dormir. Uma noite, porém, ela decide criar a sua própria narrativa e contá-la aos pais. O personagem principal é o monstro Mapinguari, que perdeu seu único olho na floresta e se tornou uma antiga lenda amazônica. A obra é narrada pela protagonista e segue o ritmo das contações de histórias infantis. O filme ganhou Menção Honrosa do Júri Oficial na 22ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis.

Dirigido por Paulo Henrique Silva Rodrigues dos Santos, o curta Min e as mãozinhas – Cores sumiram (SC) foi exibido na 21ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. De maneira lúdica, musical e colorida, o filme trata de surdez e inclusão social. Yasmin, também conhecida por seu apelido “Min”, é uma menina surda e que adora aventuras. Certo dia o esquilo faz com quem as cores sumam, criando uma grande confusão entre os animais. Como cada um tem sua própria língua, não conseguem se comunicar para buscar soluções.

Vencedora do Prêmio de Melhor Curta-Metragem no 31º Cine Ceará, a animação Sebastiana (CE), de Cláudio Martins, mescla realidade e magia utilizando-se da técnica de stop motion. Ela trata de assuntos globais como bullying e discriminação e já foi apresentada para estudantes de escolas nova-iorquinas. Na história, uma chuva torrencial cai sobre uma cidadezinha do sertão brasileiro, cujos habitantes se alimentam da lavoura. Enquanto isso, uma família cuida de sua recém-nascida, a pequena Sebastiana e percebem que ela tem um dom – quando chora, o mundo se inunda de água.

Por fim, Lé com cré (SP), de Cassandra Reis, apresenta reflexões das crianças sobre temas como dinheiro, medo e questões de gênero. Realizado em stop motion, a partir de entrevistas com crianças de diferentes idades e condições sociais, o filme foi premiado no Festival Internacional de Animação do Brasil –Anima Mundi, realizado no Rio de Janeiro e São Paulo. Iniciado em 1993, é o segundo maior Festival de Animações do mundo e o maior da América Latina.

IC para criancas ep02 itau play
Série IC na Programação de férias no Itaú Cultural Play

Série IC para crianças na Programação de férias no Itaú Cultural Play

Na terceira temporada desta série, dividida em quatro episódios, os pequenos aprendem com o permacultor e artista orgânico Jhon Bermond diferentes maneiras de extrair tintas de materiais diversos e alimentos como repolho roxo, beterraba, amora e uva, e de elementos da floresta, do mar e da terra.

Na quarta temporada, a arte têxtil é o tema central. Dividida em cinco episódios, conduzidos pela artista educadora, bordadeira e pesquisadora Brenda Souto Maior, ensina os pequenos a fazerem tricô de dedo sem usar a agulha, construir um tear de papelão, confeccionar dedoches – fantoches de colocar nos dedos – patche bordado e o jogo das cinco marias.

E então, o que achou da Programação de férias no Itaú Cultural Play? Comente com a gente!