Oscar 2023 chama a atenção por números de indicados pela primeira vez
Notícias

Oscar 2023 chama a atenção por números de indicados pela primeira vez

Comissão de Seleção do Oscar 2024

A disputa pelas estatuetas do Oscar é sempre o evento mais importante para os apaixonados por cinema internacional. Reconhecida como uma das premiações mais importantes da indústria, a cerimônia deste ano tem alguns detalhes curiosos e únicos que fazem de 2023 inesquecível. Por exemplo, o número de indicados inéditos nas categorias de atuação bateu recorde, com 16 nomeações que surgem pela primeira vez. Um contraste com 2022, quando a premiação foi marcada pela forte presença de veteranos de Hollywood e também de outros países.

Foram 20 pessoas indicadas nas quatro categorias de atuação, sendo a grande maioria nomes inéditos. Alguns novatos na carreira, como Stephanie Hsu e Paul Mescal, chegam como possíveis surpresas. Enquanto algumas estrelas mais conhecidas, como Brendan Gleeson e Jamie Lee Curtis, tentam pela primeira vez o prêmio máximo do cinema norte-americano. São 16 nomes inéditos, deixando essas quatro categorias com boas chances de premiar algum ator e atriz pela primeira vez com a estatueta dourada.

Na categoria Melhor Ator, as cotações de apostas no Oscar apontam para Brendan Fraser, pelo filme A Baleia. Ele foi indicado pela primeira vez na carreira, então é um dos nomes que pode ficar com o prêmio de maneira totalmente inédita. O favoritismo no site da Betway, referência em apostas esportivas e também apostas em eventos especiais, como premiações do cinema, é explicado pelo sucesso com a crítica. A atuação do ator de 54 anos foi elogiada por todos, sendo quase uma unanimidade.

Outra categoria que aponta para um novato favorito é a de Melhor Ator Coadjuvante. O vietnamita Ke Huy Quan surge como possível estrela da noite, inclusive para superar os veteranos Brendan Gleeson e Judd Hirsch. Isso mostra como que o Oscar 2023 será uma cerimônia diferenciada. O evento que acontece no dia 12 de março não vai apenas garantir apenas prêmios para atuações inéditas, mas também uma evolução em comparação ao ano passado, quando apenas nomes conhecidos foram indicados.

Mais recordes

Além do número de indicados novos, o Oscar deste ano também conta com outros recordes interessantes. A compositora Diane Warren, por exemplo, atingiu as 14 indicações na carreira em 2023 com o trabalho para Tell It Like a Woman. O curioso é que ela também vai receber um prêmio da Academia pela carreira, então é possível que Warren seja um dos nomes de maior destaque da noite.

O icônico Steven Spielberg também quebra um recorde individual, com a nona indicação na carreira de Melhor Diretor. Ele é responsável por Os Fabelmans, produção que também escreveu e que está na lista de favoritas para vencer como Melhor Filme. É uma indicação para chegar em William Wyler, recordista da premiação com 12 indicações pelos trabalhos como diretor. De qualquer maneira, é um momento histórico para Spielberg.

Por último, vale registrar o marco dos filmes em língua não inglesa indicados para longa-metragem internacional e também melhor filme. O alemão Nada de Novo no Front foi o oitavo da história, fazendo com que essa representação fique cada vez melhor. A dúvida é se a produção com temática de guerra vai repetir Parasita, que ganhou as duas categorias em 2020. 

Seria um feito incrível para a indústria alemã de cinema. Aliás, se quiser apostar em alguns desses resultados, o blog Betway Insider ensina como apostar no Oscar. Por ser uma cerimônia com tantos indicados inéditos, e números incríveis, a possibilidade de surpresas na hora de entregar as estátuas é maior.

Representatividade asiática

Um número importante no Oscar 2023 foi de indicações de atores com ascendência asiática. É a primeira vez que quatro são indicados no mesmo ano, e muito pelo sucesso do filme Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo, com Michelle Yeoh, Ke Huy Quan e Stephanie Hsu. O outro indicado foi Hong Chau, pela atuação em A Baleia. Ou seja, um ano para a história dos atores asiáticos.

Assim, no dia 12 de março, a indústria do cinema vai poder curtir uma premiação totalmente diferente. São números que mostram como o Oscar está se renovando, e abrindo espaço para um novo mundo do audiovisual. As indicações inéditas e a variedade dos atores comprovam isso.  Uma boa notícia para os amantes de filmes e cinema.

Deixe um comentário

Você não pode copiar o conteúdo desta página