Crítica: Fallout | Fase de ouro das adaptações de games
Críticas

Crítica: Fallout | Fase de ouro das adaptações de games

fallout serie

Eu joguei bem pouco – para não dizer quase nada – de Fallout e, sinceramente, fui conferir a série pelo famoso ‘boca a boca’. Vale lembrar que esta não é uma adaptação direta de nenhum jogo da franquia, portanto, havia possibilidades para inovar! E é o que os cocriadores Jonathan Nolan e Lisa Joy e os showrunners Graham Wagner e Geneva Robertson-Dworet fizeram, para nossa alegria.

Ao todo, a primeira temporada conta com 8 episódios de aproximadamente 60 minutos cada. Nesse ínterim, conseguem esmiuçar nos mínimos detalhes o fracasso do ‘sonho americano’ e levá-lo à enésima potência (lembrando que começamos essa jornada na década de 1950, mas com um design retro-futurista que parece não se encaixar nesse período – e isso dá um tom maravilhoso ao universo).

Ao mesmo tempo, descobrimos pitadas de western, temperos de steampunk, um pouco de revolução industrial (nos modelos de máquinas funcionais, mas também arcaicos) e muito da ganância empresarial e dos lobbys capitalistas. Cada episódio é uma peça de um quebra cabeças gigantesco, onde o espectador não consegue parar de assistir.

Fallout mostra que a fase de ouro das adaptações de games chegou!

É fundamental que haja pessoas na produção que compreendam o universo em questão, certo? Mas a impressão que dava é que Hollywood ‘não ligava’ para essa questão óbvia quando o assunto eram adaptações de games. Neste caso, a Prime Video foi certeira e, além de tudo, manteve um grau de violência alto, bem como ocorre com outros projetos de seu catálogo, como The Boys.

Ella Purnell (que tem características físicas de uma personagem de mangá) é inacreditável, pois sua docilidade e fisicalidade para viver Lucy se entrelaçam ao longo dos episódios. Então, a vemos ficar mais sagaz e esperta naquele mundo sombrio e desconhecido. Outras linhas narrativas são do soldado Maximus, vivido por Aaron Moten e The Ghoul, vivido com maestria por Walton Goggins, só para citar alguns – e há aquelas que funcionam melhores que outras.

Enfim, as homenagens aos games da franquia estão lá para qualquer um notar, desde o figurino, passando pelos cenários e armas. Se eu, que sou ‘iniciante’ em Fallout já amei, fico imaginando um fã de longa data. Que venha a 2ª temporada o quanto antes!

Assista o trailer de Fallout
Assista o trailer de Fallout

Onde assistir Fallout ?

  • A série está disponível na Prime Video.

Sinopse deFallout

218 anos após o apocalipse, uma habitante pacífica de um agradável refúgio é forçada a se aventurar na superfície e fica chocada quando descobre a terra devastada que a espera.

Nota Cinema e Pipoca: ★★★★½

Título Original:Fallout
Ano Lançamento:2024 (Estados Unidos)
Dir:Jonathan Nolan, Daniel Gray Longino, Clare Kilner, Frederick E.O. Toye, Wayne Yip
Elenco: Ella Purnell, Aaron Moten, Kyle MacLachlan, Moisés Arias, Xelia Mendes-Jones, Walton Goggins, Sarita Choudhury, Leslie Uggams

Confira outras resenhas AQUI!

Você não pode copiar o conteúdo desta página