1ª Mostra de Curtas-Metragens com Protagonismo Preto acontece em Indaiatuba
Notícias

1ª Mostra de Curtas-Metragens com Protagonismo Preto acontece em Indaiatuba

1ª Mostra de Curtas-Metragens com Protagonismo Preto

A 1ª Mostra de Curtas-Metragens com Protagonismo Preto acontecerá nos dias 14 e 15 de junho, no Topázio Cinemas, localizado no Shopping Jaraguá, Rua Quinze de Novembro, 1200, em Indaiatuba.

Os horários ficam da seguinte forma: a sexta-feira, as exibições começam às 19h e, no sábado, a partir das 14h. A entrada é gratuita, com ingressos disponíveis na bilheteria do cinema.

Programação da 1ª Mostra de Curtas-Metragens com Protagonismo Preto

O evento destaca trabalhos realizados por pessoas pretas, seja na direção ou no elenco principal dos curtas. Serão cinco exibições por dia, incluindo os filmes:

Curta-metragem: “Ela Mora Logo Ali”, Direção de Fabiano Barros e Rafael Rogante.

Classificação: Livre

Sinopse: Uma humilde ambulante, vendedora de bananas fritas, de uma cidade da região da floresta amazônica, tem sua rotina alterada ao conhecer uma jovem leitora no ônibus no caminho de volta para casa. A partir desse momento, a vendedora inicia uma nova jornada de descobertas, sonhos e o desafio de encontrar o livro preferido de seu filho.

Curta-metragem: “NICOBÉ”, Direção de Jota Carmo.

Classificação: Livre

Sinopse: Enquanto ignora a febre para continuar trabalhando, Nicobé experiência situações que estão para além do real.

Curta-metragem:  “Mama – Africanos em São Paulo”, Direção de Rafael Aquino.

Classificação: 10 anos

Sinopse: A trajetória da senegalesa Diamu Fallow Diop, conhecida popularmente como Mama África, possibilita atualizar o nosso olhar sobre a rica diversidade cultural dos povos africanos, que amplia e modifica os rumos dos fluxos migratórios da cidade de São Paulo e do Brasil.

Curta-metragem: “Dia de Preto”, Direção de Beto Oliveira.

Classificação: 12 anos

Sinopse: Num futuro despótico, Carolina se prepara para o “Dia de Preto”, ou Dia de Zumbi dos Palmares. Único dia onde as pessoas negras podem sair livremente paracelebrar sua negritude. Mas como uma mulher preta de 65 anos pode ficar bonita para um dia especial? O dia que poderá ir ao lugar onde seu filho foi morto por um segurança na frente de um shopping.

Curta-metragem: Arapuca”, Direção de Joel Caetano.

Classificação: 12 anos

Sinopse: Em “Arapuca” acompanhamos o cotidiano de Marcos, um homem que volta a sua antiga casa para cuidar de seu pai, que está em estágio avançado de uma doença degenerativa que o priva de ver com clareza a realidade em sua volta. Marcos não consegue se comunicar com o pai e essa invisibilidade aos poucos está corrompendo-o, principalmente por impedi-lo de encontrar respostas para algo terrível que o incomoda há muito tempo.

Exibição gratuita do curta-metragem Arapuca em Campinas

Curta-metragem: “Além das Pipas”, Direção de Thiago Oliveira.

Classificação: Livre

Sinopse: Danilo, um garoto tímido que prefere ficar em casa lendo livros, tem sua rotina mudada ao ser transportado para um mundo fantástico repleto de pipas que conectam sua ancestralidade com a realidade.

Curta-metragem: “Justa Causa – Motoboys Kamikazes”, Direção de Ubirajara G. Filho.

Classificação: Livre

Sinopse: Nesta sátira social distópica, a empresa Kung Food explora covardemente seus entregadores. Liderados por Grilo, os Motoboys Kamikazes lutam por melhores condições de trabalho. Uma greve decisiva é reprimida numa violenta emboscada da AM-PM, a nova polícia privatizada. A motogirl Sérgia Lamparina sobreviveu ao massacre, mas está na lista dos foragidos e agora é uma questão de tempo até ser encontrada.

Curta-metragem: “Quando a Cor Chegou ao Cinema”, Direção de Gabriel Gouvêa.

Classificação: Livre

Sinopse: Um documentário que problematiza a falta de pessoas pretas e periféricas no set de filmagem, com relatos de profissionais de diversas gerações, a fim de responder uma pergunta: a cor chegou ao cinema?

Curta-metragem: “Não Somos Mais o Que Éramos”, Direção de Patricia Sá.

Classificação: 12 anos

Sinopse: Ao esvaziarem o apartamento em que moraram juntas, Claudia e Dani colocam para fora suas dores, sentimentos e certezas que as levaram ao fim. Ao assumir suas culpas, outras verdades são descobertas criando um momento genuíno de afeto e honestidade.

Curta-metragem: “Identidades”, Direção de Magabi Fonseca.

Classificação: 12 anos

Sinopse: Após perder seus pais, Helena e Alberto, para o racismo em uma blitz policial, Simone, uma jovem cantora preta vê-se obrigada a reviver seu passado doloroso e encarar seu futuro inesperado ao ter de jogar as cinzas das vítimas no rio onde foi dada à luz. Durante o ato, um personagem conta para além do dia fatídico do assassinato. Através de flashbacks e uma narração transmitida de sensibilidade, Simone expõe desde a herança de seus antepassados até a história de seu nascimento, bem como a relação com seus pais e seu orixá de cabeça Ogum, o maior provedor de seu parto.

Você não pode copiar o conteúdo desta página